quarta-feira, 12 de março de 2014

"CUIDADO COM A EMBRIAGUEZ DO PODER!" POR IVAN RODRIGUES

Fiquei estarrecido com a incontinência verbal do meu amigo Izaias Regis, Prefeito de Garanhuns, em entrevista a Magno Martins no dia 10 do corrente, em seu programa Frente a Frente e repercutida em toda a imprensa, escrita, falada e virtual em Pernambuco, a propósito da programação prevista do Governador Eduardo Campos a Garanhuns no próximo dia 13 do corrente, em que afirmou textualmente: “COMO O CERIMONIAL NOS IGNOROU, NÃO VOU, NEM MANDAREI NINGUÉM DA MINHA EQUIPE”. 
Essa infeliz declaração mereceu do blogueiro Carlos Eugênio uma manchete belicosa: “IZAIAS DÁ O TROCO À FALTA DE ATENÇÃO DE EDUARDO COM GARANHUNS” endossada por postagem de Roberto Almeida, que mereceu comentários agressivos ao nosso Governador e uma mais comedida de Ronaldo Cesar.  
Izaias costuma dizer que fui seu mestre político mas me parece que andou gazeando muito as aulas! Nunca acusei ninguém sem certificar-me, previamente, da segurança da declaração prestada.
 Desafio ao nosso Alcaide-Mor comprovar que à essa altura – 17 horas do dia 11 do corrente – o Cerimonial da Governadoria tenha expedido UM CONVITE SEQUER a quem quer que seja, sobretudo aos Srs. Prefeitos do Agreste Meridional que, por uma inarredável liturgia, serão todos convidados a participarem da programação administrativa do Sr. Governador no dia 13 do corrente em Garanhuns e Bom Conselho. 
Se o meu querido Izaias tivesse o mínimo de preocupação com a responsabilidade de suas afirmações, saberia (até pela leitura dos jornais do país) que o Sr. Governador estava em São Paulo desde a noite do dia 09 e só regressou ao Estado durante a noite do dia 10 e a sua programação do dia 13 somente será confirmada no final do dia de hoje (11.03), apesar da divulgação informal que lhe foi dada. Cuidado, meu querido amigo, com a embriaguez do poder que retira dos governantes a capacidade de, com humildade, entender os meandros do poder e a dificuldade de lidar com eles.
 Reitero a nossa respeitosa amizade e torço sinceramente pelo seu êxito na administração de nossa terra, mas insisto no meu chamamento à cautela: Tome consciência de que o centro do sistema planetário não é o seu umbigo e que nós somos pequeninos grãos de areia no concerto universal.