segunda-feira, 31 de março de 2014

GOVERNO GARANTE MAPEAMENTO DIGITAL DE TODO O TERRITÓRIO PERNAMBUCANO


 
Pernambuco sai na frente e dá mais um passo no processo de digitalização da máquina pública. Dentro de 15 meses, será concluído o mapeamento digital do território pernambucano. O resultado deste projeto será disponibilizado na internet, de forma irrestrita, acelerando procedimentos no campo da engenharia. "Os Estados Unidos, que são a nação mais avançada na utilização desse tipo de tecnologia, só têm 30% do seu território mapeado e nós vamos ter os 100% da topografia de Pernambuco, tudo isso em apenas 15 meses", salientou o governador Eduardo Campos, nesta segunda-feira (31/03), durante a solenidade de lançamento do Programa Pernambuco Tridimensional, que aconteceu no Palácio do Campo das Princesas.

 "Nós já utilizamos essa tecnologia, em 2010, na ocasião das enchentes que ocorreram na Mata Sul e no Agreste, para o projeto de construção das barragens. Agora, nós vamos estender essa tecnologia para todo o Estado. Esse levantamento vai agilizar os projetos de construção de novas estradas e obras ligadas ao abastecimento de água, ou seja, tudo que envolve projetos engenharia", explicou o governador, lembrando que, em 2010, se o Governo não tivesse utilizado o recurso, teria levado dois anos para a finalização dos projetos de contenção de enchentes e tudo foi concluído em apenas seis meses.  

 Para o governador, o programa, que é uma iniciativa pioneira no Brasil, vai ser uma referência para os demais Estados da Federação. "Esse rápido diagnóstico do terreno vai permitir mais celeridade na elaboração dos projetos privados e públicos", disse Eduardo. O Governo do Estado investiu R$ 19 milhões no mapeamento digital, recursos obtidos via Banco Mundial.

O secretário de Infraestrutura, João Bosco, detalhou que o projeto vai "desmembrar o território pernambucano em cinco lotes". Bosco explicou que a tecnologia utilizada (aerofotogrametria) acompanha a evolução e assim que o processo for concluído "cada metro quadrado do nosso território será conhecido em detalhes". "O grande legado desta ação será  a democratização da informação para a sociedade pernambucana", completou o secretário.
 
-- 

Manoel Guimarães 
Gerente de Relações com a Imprensa - SEI