sexta-feira, 2 de maio de 2014

O JORNALISTA CLOVIS TEODORICO APRESENTA TESE SOBRE RIO MUNDAÚ EM CONGRSSO DE COMUNICAÇÃO

O jornalista Cloves Teodorico Neto mostrou um senso de cidadania e preocupação com o meio ambiente muitas vezes incomum para quem tem apenas 22 anos de idade. Cloves é natural de Garanhuns e atua como Gerente de  Relações com a Imprensa na Prefeitura do Município. 
O jornalista teve sua tese de bacharel em Comunicação Social aprovada na etapa regional Nordeste do Congresso Brasileiro de Comunicação (Intercom). Recém-graduado, seu trabalho mostra a realidade dos impactos ambientais nas nascentes urbanas do Rio Mundaú, e foi produzido no formato de livro-reportagem. Agora, ele se prepara para apresentar a obra no evento, que acontecerá entre os dias 15 e 17 de maio, na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João pessoa, e reunirá pesquisadores e estudantes da área da comunicação
Nascente do Rio Mundaú
Dentre as outras áreas abordadas nos trabalhos aprovados, estão assessoria, audiojornalismo, radiojornalismo, fotojornalismo e telejornalismo. As apresentações serão realizadas na Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom). Sendo aprovado na segunda etapa, no congresso regional, o jornalista garanhuense poderá participar do nacional e concorrerá a premiações.
Para Cloves, estar entre os aprovados é sinônimo de imensa felicidade, depois de uma dedicação de quase seis meses na revisão do trabalho. “A escolha do tema não foi tão difícil. Sempre tive um interesse à mais para a área de Jornalismo Ambiental, que é carente de pesquisadores no país. Por nossa região ser muito vulnerável às mudanças climáticas e outros fenômenos, há muito o que se descobrir, retratar, alertar, denunciar de uma maneira geral. As pessoas precisam entender que cuidar do meio ambiente não é só economizar água ou plantar uma árvore, mas sim saber viver de uma maneira sustentável e cobrar das autoridades competentes providências urgentes”, comenta.
A Intercom é a Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, uma instituição de incentivo à pesquisa na área de comunicação. Ela é quem promove o congresso nacional anual e os cinco regionais.