terça-feira, 8 de julho de 2014

MÚSICOS DE GARANHUNS CRITICAM FALTA DE APOIO NO FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS


Hoje pela manhã, os forrozeiros Mourinha e Zezinho de Garanhuns estiveram no programa Manhã Total com Marcos Cardoso, na Rádio Marano, onde criticaram a falta de artistas de Garanhuns na programação do Festival de Inverno, em sua 24ª edição.
Este ano alguns dias foram cortados da programação pela Fundarpe em vários palcos, como o Pop, o Forró, o Instrumental e a Cultura Popular. Além disso, muitos artistas que foram habilitados e contactados para baixar caché, acabaram não sendo chamados.
Agora a pouco, no programa Musicamp de Zezinho na FM Sete Colinas, mais artistas mostraram seu descontentamento. Estavam lá, Gena de Altinho, Dema do Forró, Pedro do Forró Pesado, além de Mourinha. Fomos convidados e demonstramos nosso apoio por telefone. Já estão programadas outras entrevistas na cidade nas emissoras de rádio e até com canais de televisão. 
O prefeito afirmou que teria R$ 2 milhões para investir no FIG 2014. Comenta-se que a prefeitura vai arcar com os cachés de Fábio Jr. e José Augusto, e que poderia perfeitamente colocar mais artistas de Garanhuns na programação do festival, inclusive nos dias que a cidade estará sem movimentação em alguns polos.
Segundo Zezinho, a prefeitura pede para que o artista local baixe o caché, mas a questão não é financeira, pois os músicos de Garanhuns tocam por cachés quase irrisórios comparados com outras bandas de igual segmento que trazem de fora, mas é a vontade de participar de um evento desta importância, representar a cidade e a região, mostrando o valor dos artistas da casa. "Vem gente de todo canto e é uma oportunidade para o artista daqui mostrar seu trabalho" - disse o parceiro forrozeiro.
Esse ano está sendo o pior dos últimos tempos. Diminuiu drasticamente a participação dos artistas de Garanhuns, além da falta de transparência na seleção dos projetos.
"O Festival é o grande momento para Garanhuns e para o artista local, e a exclusão foi muito grande. Não é pelo dinheiro, não tem ninguém passando fome, mas pela importância de estar em um dos palcos. Faltou respeito aos artistas" - Disse Zezinho, apoiado por todos no estúdio.
Além do FIG, outros eventos de Garanhuns também foram criticados, que não têm dado oportunidade aos artistas locais.