terça-feira, 22 de julho de 2014

PAULO CÂMARA INTENSIFICARÀ POLÍTICA DE GÊNERO


Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A. Press
Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A. Press
Mais de 150 mulheres lotaram uma casa de recepções na Boa Vista, na noite de ontem para debater propostas de gênero com o candidato ao governo do estado pela Frente Popular, Paulo Câmara (PSB). O debate, no entanto, acabou não ocorrendo. Com mais de meia hora de atraso, o socialista chegou ao local acompanhado do candidato ao Senado da coligação, Fernando Bezerra Coelho (PSB). Ambos fizeram um breve discurso sobre a importância de políticas específicas para as mulheres e seguiram para uma nova agenda na Mustardinha. Câmara se desculpou e incumbiu a secretária da Mulher e coordenadora das políticas para as mulheres de seu programa de governo, Cristina Buarque, de repassar-lhe os detalhes do encontro e as sugestões oriundas do encontro nesta terça-feira.

Antes de Câmara, Fernando Bezerra Coelho teve a palavra e enalteceu o trabalho desenvolvido por Cristina Buarque durante o governo Eduardo Campos. “Vamos aperfeiçoar o trabalho coordenado por Cristina, que tem excelência reconhecida internacionalmente. Temos muito a avançar ainda. A violência contra a mulher é uma chaga, apesar dos avanços do Pacto Pela Vida. Outro problema é a discriminação. Muitas mulheres ainda têm uma remuneração menor e não são reconhecidas por seu talento. Temos que avançar na legislação, mas estou muito animado, pois vejo que não estamos aqui apenas para formular políticas públicas, mas sim para gerar uma grande mobilização por todo o estado”, disse FBC.

Paulo Câmara foi na mesma linha. “Acompanhei a criação da Secretaria da Mulher e as angústias de Cristina. Estamos iniciando um novo processo de diálogo. Vamos intensificar as políticas de gênero, criar o Hospital da Mulher de Petrolina e de Serra Talhada, buscar ampliar o número de creches, implementar delegacias especializadas para a mulher com a esperança de que, no futuro, possamos desativá-las por não precisar mais delas. Estamos iniciando um processo hoje e saio com a certeza de que construiremos a melhor política pública para as mulheres”, disse o socilalista.