segunda-feira, 21 de julho de 2014

SEGUNDO DIA DO PALCO INSTRUMENTAL É MARCADO POR SONORIDADE E POESIA




ORLITO

 
Orlito Blues em sua apresentação
O segundo dia de apresentações no Parque Ruber Van der Linden  atraiu um  público variado e muito participativo. Em uma de suas falas o cantor Renato Bandeira declarou ”O Palco Instrumental do FIG é o mais charmoso pela ligação e proximidade com o público, além da dinâmica e sensibilidade oferecida aos espectadores e devolvida a nós pelos mesmos.” Renato foi a segunda atração da noite que contou também na abertura dos trabalhos com o artista da terra Orlito que trouxe como sempre Jazz e Blues de muita qualidade.


Show do Guizado

Encerrando a noite o quarteto Paulistano Guizado liderado pelo Guilherme Menezes, ele que vem se destacando como trompetista que acompanha os principais nomes da nova geração, da Nação Zumbi a Karina Buhr, de Lucas Santanna a Hurtmold e Curumin. Além disso, lançou um dos discos mais perturbadores destes anos 00, sonoridade nervosa que passeia em Punx (2008), mesclando sons eletrônicos com rock, jazz, hip-hop, dub, MPB, entre outras. O resultado dificilmente agrada quem o ouve pela primeira vez, que pode achá-lo confuso e provocar distração, mas aqueles que dedicarem ao disco algumas audições saem dele um tanto perturbado e atraído pela curiosa e poderosa capacidade de hipnotizar que ele possui. Trompete e sintetizadores, essa mistura da influência do Jazz com “Pitadas” mais eletrônicas resultou no som que agradou bastante os que aguardavam e puderam assistir ao show.


QUISADO