terça-feira, 14 de outubro de 2014

GUARDAS MUNICIPAIS DO RECIFE REALIZAM PROTESTO NAS PRINCIPAIS RUAS DO CENTRO

O ato começou na Praça da Independência e teve momentos
de tensão em frente à sede da Prefeitura

Cerca de 100 guardas municipais fizeram uma caminhada pelas principais vias do Centro do Recife, no fim da manhã desta terça-feira (14). Eles reclamam do aumento na carga horária e a diminuição do salário após a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) da categoria. De acordo com Alberto Correia, membro da comissão de negociação dos servidores, já foram retirados R$ 400 da remuneração, referentes a horas-extras excedentes e tíquete alimentação. À tarde, os manifestantes se dirigiram à Câmara Municipal, onde se reuniram com vereadores.

O ato começou na Praça da Independência e teve momentos de tensão em frente à sede da Prefeitura, no Cais do Apolo, onde condutores insatisfeitos com o bloqueio no trânsito trocaram agressões verbais com os manifestantes. Os dois sentidos do logradouro foram fechados. Para evitar mais transtornos, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) realizou desvios nas extremidades da via, impedindo que os veículos se acumulassem no local. Inicialmente, o grupo esperava ser recebido por uma comissão da gestão municipal, mas desistiu e seguiu para a Câmara.

Na reunião, ficou acertado que uma comissão de dez vereadores, representantes da categoria e especialistas em Direito Administrativo tentarão discutir as reivindicações da classe junto à Prefeitura. Segundo a Associação dos Guardas Municipais do Recife (AGIS), se as negociações não avançarem, os trabalhadores farão um novo protesto na sexta-feira (17), às 7h, na avenida Agamenon Magalhães, na área central da Cidade.

Da redação Sináculo
Fonte: Folha de Pernambuco
Texto: Geraldo Lélis e Júlia Montenegro
Imagem: Daniele Monteiro