sexta-feira, 7 de novembro de 2014

VI MOSTRA DE MÚSICA LEÃO DO NORTE CHEGA A CARUARU E GARANHUNS




Fortalecendo a troca de conhecimentos e de ideias entre os músicos do interior do Estado, o Sesc Pernambuco movimenta neste mês de novembro a Mostra de Música Leão do Norte nas cidades de Caruaru e Garanhuns. A iniciativa, que chega a sua sexta edição, acontece na capital do agreste pernambucano entre os dias 08 e 13, e em Garanhuns, de 20 a 23 desse mês.

Na programação, no sábado (08) uma intervenção musical intitulada de “Territórios indígenas” ganhará o centro de Caruaru, com o grupo Cena Vocal. Neste mesmo dia e no domingo (09), será realizada a oficina “Vozes em Conjunto”.

Já no dia 10, a abertura das apresentações, no Teatro Rui Limeira Rosal, contará com a presença da compositora e violonista de 6 e 7 cordas, Daniela Falcão, da cidade de Belo Jardim, e do músico Edson do Acordeon, de Caruaru, que mostrará ao público o seu trabalho instrumental com composições de sua autoria, intitulado Alegria Junina. Em seguida, ganha o palco o grupo Sertão Percussivo, que surgiu em 2010, fruto de um projeto social para jovens de Petrolina.

Durante os dias do projeto, o público poderá conferir gratuitamente o som do violão de Renan Melo, de Petrolina, o grupo instrumental Sonoridades, formado por músicos de Arcoverde, que gostam de explorar as combinações de instrumentos; o Duo formado pelos violeiros pernambucanos, Eduardo Buarque e Rodrigo Veras, com composições e interpretações em linguagem singular. E ainda o grupo Arrebol Nordestino, um quinteto formado por estudantes de músicas da Universidade Federal de Pernambuco que busca divulgar a música nordestina e os compositores da região.

“O objetivo da Mostra de Música Leão do Norte é o de valorizar e difundir o compositor local, eixo fundamental daprogramação, onde os músicos compositores têm espaço para falar e demonstrar seus processos criativos”, explicou a curadora do projeto, Sônia Guimarães. O encerramento da Mostra Leão do Norte em Caruaru, no dia 13, será movimentado pelo Duo Sertão Ibérico, grupo formado pelos músicos Lucas Almeida e Zé Freire Neto, que trabalha a cultura nordestina e da Península Ibérica, através dos violões, e pelo Duo Ell Gênio formado por Caio Fernando, no violão, e Luciano Emerson Leite, no clarinete, saxofone e flauta.

Garanhuns – Na cidade das flores, a programação tem início no dia 21 de novembro e se estenderá até o final de semana. A agenda possibilita ao público acompanhar os músicos que se apresentaram em Caruaru, seguindo o mesmo roteiro. No sábado (22), a intervenção “Territórios indígenas” ganha o centro da cidade a partir das 16h. A atividade é comandada pelo grupo Cena Vocal, com repertorio escolhido a partir da obra de compositores e interpretes consagrados. A ação tem como temática a questão dos povos indígenas, seu lugar na sociedade e o desconhecimento da sua cultura, passando através da arte cênica do grupo e da música de origem em várias culturas indígenas. Nesse dia, e no seguinte (23), será movimentada também a oficina de Arranjo Vocal com o professor Sueudo Fernandes, que atua como dirigente e regente coral há mais de 24 anos no Recife. O curso trata a voz em formação, estilos e estéticas diversos e suas combinações, procurando apresentar formações diversas e diferentes estilos, como jazz e bossa nova, de forma teórica através de escrita e através de composição em tempo real.

Elayne Costa