quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

"FLIPOBRE" REUNIRÁ MAIS DE 40 AUTORES E HOMENAGEARÁ LIMA BARRETO. O EVENTO TERÁ TRANSMISSÃO AO VIVO


             A cada anúncio dos escritores convidados para a Festa Literária Internacional de Paraty, o escritor amazonense Diego Moraes via se repetir a mesma enxurrada de “comentários magoados e cheios de ressentimentos nas redes sociais, escritores reclamando por não serem convidados”, como descreve. Em vez de simplesmente engrossar o coro, ele decidiu criar a Flipobre. Realizada no dia 7 de dezembro, às 15h, trata-se do primeiro festival literário feito por meio de chat de vídeo e com transmissão ao vivo pelo YouTube — em canal a ser divulgado até amanhã.

— A Flipobre é legal porque não exclui ninguém. Todos serão aceitos. Até blogueiros e gente que nunca publicou livro poderá debater — explica Moraes, que adianta a data da próxima edição, dia 8 de março de 2015.

    O grande homenageado do evento — escolhido numa votação entre membros do festival — será Lima Barreto.

— Achei merecido. Ele comeu o pão que a literatura amassou. Deu o sangue. Pagou o preço. Um texto dele será lido na abertura da Flipobre — conta Moraes.

             Mais de 40 autores — publicados por editoras como Bartlebee, Patuá, Alfaguara, Multifoco e Record — estão confirmados para o encontro. Entre eles, Ricardo Lísias, Roberto Menezes, Daniela Lima, Lucas Barroso, Tadeu Sarmento, Adriane Garcia, Celemar Maione e Carlos Henrique Schroeder. Entre os temas debatidos, haverá espaço para a crítica à dinâmica do mercado literário:

— Um dos hangouts da Flipobre irá discutir bairrismo, nepotismo, panelinhas e mais mesquinharias que evitam abordar em feiras de grande porte — diz Moraes.

                  O criador da Flipobre ataca o que chama de “vício” de se medir qualidade literária pelas premiações e participações em feiras e antologias:

Publicidade

— Descartam autores que não ganham nada ou não desfilam em festivais. O problema é que o Brasil é imenso e parece ter mais escritores que leitores. O problema é logístico. Não é toda editora que tem grana para investir na sua estrela ou pagar uma passagem aérea.

Mas a Flipobre, define ele, “não é um manifesto”:

— Vamos celebrar algo que vem acontecendo faz tempo e parece que ninguém percebeu: o encontro e a união de escritores nas redes sociais. Todo mundo adiciona todo mundo no Facebook ou Twitter e cria um laço de amizade. Autores que moram longe de repente se tornam amigos e criam projetos e páginas na web para divulgação de seus trabalhos. Eu sou um exemplo disso. Fui descoberto pela minha editora pelo blog onde publicava. A web ainda é um celeiro de novos autores.

Próxima Autores revelados pelo Wattpad, rede social literária, atraem a atenção de editoras brasileiras
Anterior

                 Juntando esforços com o também escritor paraibano Roberto Menezes, Diego conseguiu organizar uma programação repleta de temas pertinentes. O evento acontecerá no próximo domingo, dia 7, e terá transmissão ao vivo peloYoutube, no endereço disponibilizado na fanpage do evento.

               A primeira edição da Feira Literária dos Pobres conta com nomes como Carlos Henrique Schoereder, Nina Rizzi, Adriane Garcia e grande elenco. Será a primeira de muitas outras que ainda virão, com escritores do Brasil inteiro.

Confira a programação completa:

Abertura – Lima Barreto
Nilton Resende
Carlos Henrique Schoereder
Alfredo Garcia Bragrança

MESA 2 – Machismo na literatura.

Jarid Arraes
Dinha Maria Nilda
Laura Folgueira
Jéssica Balbino
Luciana Hidalgo
Giovanna Dealtry
Adriane Garcia
Daniela Lima

MESA 3 – O Brasil tem muito escritor para pouco leitor?

André Ricardo Aguiar
André Timm
Bruno Ribeiro
Diego Moraes
Fabiano Calixto
Frank Vilar
Lucas Barroso
Roberto Menezes
Talles Azigon

MESA 4 – As relações perigosas: como, quando e por que as esferas ética e estética entram em conflito.

Aline Job
Betzaida Tavares Daniela Lima
Jeferson Tenório
Marco de Menezes
Tiago Ferro

MESA 5 – Editora pra quê? A internet como ferramenta de divulgação de

literatura inédita.
Bruna Mitrano
Carlos Alberto
Felippe Regazio
Heitor Nunes
Isabela Penov
Jean Albuquerque
Luciano Portela
Maikel de Abreu
Vanessa Almeida

MESA 6 – Formação de leitores. Caminhos e responsabilidades do autor e do editor.

Adriane Garcia
Diniz Gonçalves Junior
Diovani Machado
Jorge Churio
Norma Souza Lopes
Nina Rizzi
Sergio Bernardo