quarta-feira, 4 de março de 2015

AÇÃO DE LIMPEZA DE NASCENTES E VOÇOROCAS TEM CONTINUIDADE EM GARANHUNS



              
                Dando continuidade às ações de educação ambiental e limpeza urbana em Garanhuns, a Secretaria de Serviços Públicos e Obras e a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) realizaram, nesse fim de semana, outro mutirão na rua Miguel Arraes, localizada na Cohab II. De acordo com a equipe, aproximadamente 1 tonelada de lixo foi retirada da nascente do rio Mundaú e de uma voçoroca do local.

                Ao todo, 10 homens, sendo cinco deles da Defesa Civil e outros cinco da empresa Locar Saneamento Ambiental, trabalharam nesse último sábado (28). De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Thiago Amorim, a ação ainda vai beneficiar outros pontos da cidade. “É algo permanente, mas que precisa da colaboração da população para dar certo, não jogando lixo no córrego. Ontem mesmo já estavam depositando metralhas e lixo na voçoroca”, destaca o engenheiro.

Confira, abaixo, algumas dicas, fornecidas pela Defesa Civil, para prevenção aos riscos das fortes chuvas:

 

- Coloque documentos e objetos de valor em um saco plástico bem fechado e em local protegido;

- Não jogue lixo ou entulho no córrego, para não obstruir a passagem de água;

- Jogue o lixo no lixo. Não jogue lixo em terrenos baldios ou na rua. Não jogue papel e lixo na rua;

- Não jogue lixo nos bueiros (boca de lobo), para não obstruir o escoamento da água;

- Limpe o telhado e canaletas de águas para evitar entupimentos;

- Não construa próximo a córregos que possam inundar;

- Não construa próximo de barrancos que possam deslizar, carregando sua casa;

- Não construa embaixo de barrancos que possam deslizar, soterrando sua casa;

- Seja solidário, avise aos seus vizinhos sobre o perigo, no caso de casas construídas em áreas de risco de deslizamento. Avise, também, imediatamente ao Corpo de Bombeiros e à Defesa Civil;

- Conheça o Centro de Saúde mais próximo da sua casa, pode ser necessário.

- Não destrua a vegetação das encostas. Plantas com raízes maiores, gramas e capins ajudam na fixação do solo.

- Em morros e encostas, não plante bananeiras e outras plantas de raízes curtas, porque as raízes dessas árvores não fixam o solo e aumentam os riscos de deslizamentos. 

- Se houver água correndo nas encostas, construa canaletas para impedir o fluxo de água no solo.

- Não amontoe sujeira e lixo em lugares inclinados porque eles entopem a saída de água, não jogue lixo em vias públicas ou barreiras, pois ele aumenta o peso e o perigo de deslizamento.

- Não faça cortes nos terrenos de encostas sem licença da Prefeitura, para evitar o agravamento da declividade.

 

Texto: Cloves Teodorico

Fotos: Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Garanhuns