sábado, 18 de abril de 2015

BOMBEIRO COM DEFICIÊNCIA VISUAL É REINTEGRADO AS ATIVIDADES PROFISSIONAIS

                   
 
                O Cabo BM Gil Sormanny Beserra da Silva é o primeiro caso conhecido de bombeiro militar com deficiência visual readaptado ao serviço.

               O militar narrou em entrevista exclusiva para o Centro de Comunicação Social do CBMPE que ao final de seu turno de serviço como Guarda-Vidas em Fernando de Noronha, conduzindo a viatura em deslocamento para o quartel, de repente perdeu a visão.

              Posteriormente, conduzido a Capital Recife, foi submetido a um neuro-oftalmo que diagnosticou a presença de um tumor de 7 cm no cérebro, considerado grande dentre os especialistas.

                  O militar foi submetido a cirurgia no Centro Médico Hospitalar dos Servidores Militares do Estado de Pernambuco (CMH). Como não recuperou a visão foi conduzido a reserva remunerada da Corporação (aposentado).

                    Sormany Beserra não aceitou que a ausência da visão fosse uma condição determinante para sua transferência à aposentadoria e cerceasse sua vontade de servir a sociedade e falou:
"Não aceito que uma deficiência física me segregue dentro da Corporação, que me transforme numa pessoa inútil... Tenho limitações, sim; mas percebo que essa limitação vem sendo potencializada por pessoas que não acreditam que sou capaz. Eu sou capaz!

          As pessoas e instituições precisam melhorar, elas não estão preparadas para o diferente. Não aceito essas limitações.

                 Todo ser humano tem sua limitação. Eu sei que tenho minha limitação e minha deficiência me impõe mais uma limitação.

          Quero ser respeitado como profissional e como ser humano".  

             Novamente Sormany nos dá uma lição de vida, superando mais um obstáculo. Frequentou e concluiu com aproveitamento o Curso de Habilitação de Cabo sendo promovido a nova graduação. Nesta próxima segunda-feira (20/04), o agora Cabo BM Gil Sormany Beserra será homenageado em solenidade no Centro de Convenções. 

                  O militar, exemplo de superação, hoje está reintegrado as atividades da Corporação, ministra palestras nas escolas e trabalha como telefonista e despachante no Grupamento de Bombeiros de Garanhuns.
Ao Cabo BM Sormany nossa admiração e respeito. Vidas, salvar! 

(Major Edson Marconni - Assessor de Comunicação Social do CBMPE)