sábado, 8 de agosto de 2015

PREFEITURA DE GARANHUNS DEVE EXONERAR CONTRATADOS E INICIAR CONVOCAÇÃO DE CONCURSADOS

            
 
                Atendendo ao Termo de Compromisso e Ajustamento de Conduta (TAC) nº 003/2014, firmado junto ao Ministério Público, o Governo Municipal deve dar inicio a convocação dos aprovados no certame no final deste mês de agosto. Pelo menos essa é a sinalização dada com o envio, às escolas, do Oficio nº 188/2015, expedido pela Secretaria Municipal de Educação. No próximo dia 28 de agosto, todos os servidores contratados que ocupam cargos de Agente Administrativo, Agente de Disciplina e Professores serão exonerados “devido à homologação e convocação dos aprovados no Concurso Público”.

               O documento assinado pela secretária de Educação, Janecélia Marins, pontua ainda que “nenhum servidor contratado nos cargos de Agente Administrativo, Agente de Disciplina e Professores deve permanecer nas instituições após o dia 28 de agosto de 2015, bem como que as servidoras contratadas que “estejam gestantes, de licença maternidade ou médica devem solicitar a permanência do vínculo”, através da apresentação de documentação comprobatória junto a Secretaria de Educação.

                         A expectativa agora é que as demais Secretarias adotem postura semelhante da pasta da Educação e também exonerem os contratados nas funções de Agente Administrativo, Agente Comunitário de Saúde, Agente de Endemias, Assistente Social, Auditor Fiscal, Coveiro, Enfermeiro, Engenheiro Civil, Farmacêutico, Fiscal de Abastecimento, Fiscal de Obras, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Jardineiro, Marceneiro, Médicos (Cardiologista, Clínico Geral, Endocrinologista, Ginecologista-Obstetra, Neurologista Geral, Otorrinolaringologista, Ortopedista, Psiquiatra e Urologista), Nutricionista, Procurador, Psicólogo, Técnico em Segurança do Trabalho, Topógrafo e Veterinário.

                 Ao todo, o Governo Izaías Régis possui cerca de 1.300 servidores contratados, mas apenas 215 concursados devem ser convocados, o que pode tornar precária a qualidade dos serviços prestados pela Prefeitura à população).     

               A posição da Prefeitura, apesar de acertada e de estar em conformidade com a Lei, vem gerando descontentamento entre os servidores temporários. Um servidor contratado manteve com contato com o Blog do Carlos Eugênio e relatou: “na área administrativa como é o meu caso, só tiveram vinte aprovados. Como vão tirar todos os contratados se só foram poucas vagas para preenchimento? Como vão ficar tantos desempregados diante de poucos aprovados no concurso?.

com informações de Carlos Eugênio 

CONOSCO: A maioria das escolas não tem efetivos, nem concursados aprovados neste último certame, suficientes para assumir a lacuna que deixará os contratados.