domingo, 4 de outubro de 2015

APÓS ACIDENTE EM MACEIÓ, FILHO DE EMPRESÁRIO GARANHUENSE É SEPULTADO.

Imagem: Arquivo pessoal
                 

                       Um grave acidente de moto enlutou mais uma família garanhuense. Dessa vez, a vítima foi o  jovem advogado Gustavo Quirino dos Anjos, que tinha 24 anos.  Ele veio à óbito na noite da última sexta feira (02), na Avenida Deputado José Lages, em Maceió (AL). 

            Gustavo trafegava em sua motocicleta, quando foi atropelado por um Fox Preto, de placas MVD-8926/AL, que estava sendo conduzindo por Joyce Venâncio, de 32 anos.

            A vítima é filho do proprietário das concessionárias Chevrolet, Monte Sinai Veículos, em Garanhuns e Autovanessa em Maceió, além de uma usina no interior de Alagoas. Os familiares de Gustavo estão abalados.

             De acordo com o agente Vitor Vigilio, da Superintendência Municipal de Transporte e Transito de Alagoas (SMTT), o motociclista seguia no sentido praia quando foi colhido pelo veículos. Imagens de uma câmera de segurança (VEJA ABAIXO) em um condomínio do local, mostram o exato momento da colisão. Percebe-se, através dessas imagens, que a motorista do veículo fez uma manobra arriscada na via e ao retornar em um local não apropriado, foi atingido pela motocicleta de Gustavo.

            Segundo o agente de trânsito, Gustavo Quirino foi arremessado e acabou batendo num contêiner. “O acidente poderia ter sido evitado se a prudência estivesse em primeiro plano”, comentou o agente. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas nada pôde fazer.

             O profissional diz que quando a equipe foi acionada ela estava em outra colisão, envolvendo um carro e uma motocicleta, duas ruas antes da Deputado José Lages. Uma pessoa ficou ferida e foi levada ao Hospital Geral do Estado (HGE).

             O corpo de Gustavo Quirino foi velado na Igreja Presbiteriana Central de Garanhuns, da qual sua mãe é membro e após uma despedida de amigos e familiares, as 15h30 foi sepultado no Cemitério de São Miguel.

              O empresário pai de Gustavo, José Maria Quirino, havia perdido um outro filho há muitos anos, também em acidente de trânsito, em Garanhuns. O menor à época tinha 11 anos. 


Com informações de Marcelo Jorge