terça-feira, 8 de março de 2016

HISTÓRIA DO PARTIDO DA MULHER BRASILEIRA


    









                  História do Partido da Mulher Brasileira – PMB

                              Presidente Nacional  Suêd Haidar

                              Presidente Municipal  Selma Mello



                                      Nossa história

                 Após anos de militância em causas sociais por todo o Brasil, Suêd Haidar, mulher, mãe, nordestina e brasileira inicia uma jornada rumo a realização de um sonho: a criação de um partido político, que garantisse uma maior representação das mulheres no congresso nacional, e em todos os setores da do sociedade.

                É em meio a um cenário de total descrença política, com o povo cada vez mais cansado de promessas não cumpridas, que em 2008, surge o projeto político do que viria a ser o Partido da Mulher Brasileira. Nesse primeiro momento formado por grupos de mulheres, oriundas de todos os cantos do país, e que tinham a mesma vontade, tornar o Brasil um lugar mais justo.

            Durante sete anos, o partido em formação, se dedicou ao debate aberto, a se aprofundar nas causas sociais, recolhendo mais de 500 mil assinaturas, de brasileiras e brasileiros que anseiam por mudanças.

                                O Partido da Mulher Brasileira é um partido formado com a certeza de que todos os apoiadores sabiam o que estavam assinando, buscando sempre orientar e explicar a cada um o real propósito do partido ser criado.

                 A presidente, maranhense, batalhadora e coberta de missões reais, trouxe suas experiências de vida para a política brasileira, mostrando que política tem que provir da vivência, da vontade de mudar o cenário atual.


           “Nós criamos o partido após verificar uma necessidade de aumentar a participação das mulheres em todos os setores da sociedade, mas sem excluir a participação masculina”, explica Suêd.


         O PMB é uma legenda capaz de defender o reconhecimento não só da mulher, mas também dos homens, garantindo em um mundo globalizado, o desenvolvimento do país como um todo.
Os ideais do PMB

             Em suas pretensões, o PMB pretende impulsionar a política nacional de forma a determinar a busca dos seus principais eixos de luta como a valorização social, moral, profissional e política da mulher, bem como a integração da sociedade, visando alcançar por meio de medidas econômicas, sociais e políticas, o desenvolvimento nacional sem o caráter excludente e/ou discriminatório de quem quer que seja.

           Como orientação partidária, o PMB é centro-esquerda com um posicionamento de centro entre o Capitalismo e o Socialismo com uma tendência maior ao socialismo, ou seja, esquerda. O ponto principal da orientação é exatamente buscar o melhor posicionamento de ambos os lados e trazer para o nosso partido.

Nossos objetivos

           O PMB busca o reconhecimento, a consolidação e a valorização tanto da mulher quanto do homem no cenário de um mundo globalizado que pressupõe a igualdade dos direitos, se empenhando integralmente para garantir a soberania e o desenvolvimento do Brasil de forma pacífica e democrática, tendo como foco um país socialmente justo e igualitário. Por fim, nosso partido luta para que a nação brasileira, sua história e as riquezas sejam preservadas, mais apreciadas e com total independência.

Em Garanhuns

            O PMB em Garanhuns tem como presidente Selma Mello, vice presidente Adriana Melo, Secretárias Maria das Graças Peixoto,  e Julia, tesoureira Lenny Bezerra. Relações Públicas fica sob responsabilidade do jornalista e blogueiro Gidi Santos.