terça-feira, 31 de maio de 2016

PREFEITO DANNILO CABRAL RECEBE RECOMENDAÇÃO DO MP QUE PODERÁ IMPLICAR NA NÃO CONTRATAÇÃO DE GRANDES NOMES COMO ZEZÉ DE CAMARGO E LUCIANO

                

  Foi só a notícia se espalhar nas redes sócias que o PMPE pediu para que o prefeito de Bom Conselho suspendesse  o Show de Zezé & Luciano na cidade  durante o perído junino, que começou um rosário de lamentações.

A noticia nos chega através do conceituado blog de Jamildo

"A promotora Maria Aparecida Alcântara Siebra notificou o prefeito de Bom Conselho, Dannilo Godoy (PSB), a suspender a festa “Forrobom”, prevista para 23 a 29 de junho de 2016.
O Blog de Jamildo revelou os gastos com a festa, com exclusividade, em 3 de maio.

> Prefeito de Bom Conselho vai gastar meio milhão em shows contratando até Zezé Di Camargo & Luciano

    Um dia após,   ampla repercussão no Estado, os procuradores do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) se reuniram, no Conselho Superior do órgão, para discutir notícia publicada pelo Blog de Jamildo, sobre a contratação de cantores, por mais de meio milhão de reais, dentre eles a dupla sertaneja Zezé Di Camargo & Luciano, um dos maiores cachês do País.

     O corregedor Renato Silva Filho “registrou que um blogueiro  noticiou no dia anterior que o município de Bom Conselho publicou a dispensa de licitação para realização de um show no valor de quinhentos mil reais”.

       Escandalizados com os altos gastos, o corregedor e o procurador José Lopes pediram a atuação imediata dos promotores do interior para impedir estas festas, em todos os municípios, enquanto a situação da saúde e educação continuar precária no Estado.

       Ainda, por unanimidade, o Conselho Superior do MPPE decidiu que a Receita Federal seria comunicada para investigar os prefeitos, sempre que houver este tipo de contrato.

          Agora, em 25 de maio, saiu uma notificação da promotora do caso, para o prefeito suspender a festa.

       Segundo a promotora, o MPPE tem recebido e atendido vários munícipes com reclamações acerca de não pagamento dos seus direitos, além das dificuldades financeiras pelas quais o município vem atravessando.