quinta-feira, 30 de junho de 2016

GERALDO JÚLIO É CRITICADO DURANTE INAUGURAÇÃO DO BUSTO DE Pe HENRIQUE

         

        O prefeito da cidade do Recife, Geraldo Júlio (PSB), inaugurou na última terça-feira (28), na Praça do bairro do Parnamirim, no Recife, um busto em homenagem ao Padre Antonio Henrique Pereira Neto, assassinado em maio de 1969 por agentes da ditadura militar quando trabalhava como assessor do então arcebispo Dom Hélder Câmara.

          “O Padre Henrique era uma pessoa muito importante. Muito jovem, foi tirado daqui por um crime violento. Ele merecia essa homenagem. Além disso, foi a Comissão da Verdade, criada pelo ex-governador Eduardo Campos, que esclareceu o crime”, declarou o prefeito em breve discurso ao som do já conhecido : "GOLPISTA!".

       A Comissão Estadual da Verdade estava ali representada  pelo ex-deputado Fernando Coelho.

         “Colocamos uma placa com o nome de Cândido Pinto na Ponte da Torre, compromisso que a gente assumiu com a Comissão da Verdade. E estamos colocando aqui também um busto em homenagem a uma liderança importante não só da Igreja, mas também do movimento estudantil”, afirmou Geraldo Júlio.

         Cândido Pinto era líder estudantil em 1969 quando foi vítima de um atentado que o deixou paraplégico. Os autores teriam sido os mesmos que assassinaram o padre Henrique que foi sequestrado no bairro de Parnamirim e, no dia 27 de março de 1969, seu corpo foi encontrado na Cidade Universitária com marcas de tortura.

         Em 1986, depois de quase 20 anos de investigação, o inquérito foi arquivado por falta de provas, apesar das evidências de que se tratara de um crime político e reconhecido, oficialmente, no dia 30 de maio de 2014, quando o  assassinato foi oficialmente descrito pela Comissão da Verdade como crime político.