terça-feira, 14 de junho de 2016

IZAÌAS RÉGIS COMEMORA DECISÃO DO GOVERNADOR EM MANTER DEZ DIAS DE FIG

           “Se o Ministério Público não disser se ouve ou não superfaturamento, nós não vamos contratar. Eu 
não vou contratar artistas para depois dizerem que eu superfaturei”, garantiu Régis ao Blog.


     Em contato telefônico  com o chefe do executivo local,   Izaías Régis, o jornalista Gidi Santos traz a público a posição do mesmo diante da confirmação oficial trazida pelo Secretário da Casa Civil de Pernambuco, Antônio Figueira, de que o Festival de Inverno de Garanhuns se manterá com dez dias em sua programação oficial, seja no palco principal, instalado na praça Mestre Dominguinhos (com atrações, nordestinas), seja nos outros pólos (mais de dez), espalhados pela suíça pernambucana.

          Em entrevista, o Prefeito fez questão de frisar que comemora a decisão tomada pelo Governo de Pernambuco, e faz questão de registrar que não fará novas contratações para a praça Mestre Dominguinhos este ano, caso a segunda Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania do Ministério Público de Pernambuco não conclua os trabalhos de investigação do inquérito civil instaurado pelo órgão, que apura uma denúncia dos vereadores de oposição, onde ele (Izaías) é acusado de ter, supostamente, superfaturado os contratos das atrações Capital Inicial e cantora Ana Carolina.

Veja a matéria do jornalista Gidi Santos do blog de mesmo nome:

“Eu não disse que não mais vou contratar. Eu disse o seguinte: como eu fui acusado de superfaturamento pelos vereadores da oposição, e eu sou consciente disso; de que, a denúncia que os vereadores fizeram não tem nenhuma procedência, se o Ministério Público não disser que houve superfaturamento, se não houve, que ele também diga, nós não vamos contratar. Eu não vou contratar artistas para depois dizerem que eu superfaturei”, garantiu Régis em contato com o jornalista.

        Apesar de frisar que a não conclusão do inquérito do MP, era o principal fator para não contratar atrações para praça Mestre Dominguinhos, Izaías ainda guardou artilharia para voltar a criticar duramente a posição defendida pelos vereadores da base oposicionista em Garanhuns, Cláudio Taveira, Paulo Leal, Nelma Carvalho e Sivaldo Albino que, de acordo com ele, “inventaram a denúncia  foi dirigida ao MP”.

“O que eles (os vereadores da oposição) fizeram foi crime, porque eles pediram (os orçamentos) em nome de pessoas que não existem. São denúncias inventadas, criadas, mau feitas, inclusive. Nossas provas são cabais. Que os quatro vereadores de oposição tem que fazer oposição, tem! Mas que seja uma oposição limpa, sincera, honesta, que eu acho bom, que me corrige, mas oposição inventada, não!. Eu quero que eles provem!”, bateu Izaías.

         Ainda de acordo com o Prefeito, com a proximidade da realização do Festival, fica inviável, que os trâmites necessários para essas contratações possam ser concluídos. Num segundo momento, o Prefeito Izaías, de forma serena, também colocou que o momento agora é de somar esforços entre o Governo do Estado e o Governo local para que juntos (município e estado) possam realizar um grande Festival. O posicionamento do Governo do Estado é corretíssimo, inclusive nós vamos para a Fundarpe nos encontrar com Secretário de Cultura de Pernambuco Marcelino Granja e com a Presidente da Fundarpe, Márcia Solto esta semana. O momento agora é de união e nós estamos a inteira disposição do Governo do Estado, nos colocando numa parceria da maneira que for possível”, finalizou Izaías.