sábado, 25 de junho de 2016

ALCEU VALENÇA NÃO ASSINOU O MANIFESTO EM APOIO AO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO, CITADO POR JAMILDO EM SEU BLOG

        

Em nota, Yané explica ao público que::


              "Nesta última semana, o vazamento (parece que é moda) do depoimento de um artista pernambucano para um grupo de amigos, trouxe uma polêmica acerca de pagamentos de propinas aos órgãos que contratam os espetáculos, Fundarpe e Empetur.

          Fui procurada para me manifestar sobre o assunto e relatei a minha experiência pessoal, a qual transcrevo abaixo. Causou-me surpresa ler, hoje, uma notícia no Blog de Jamildo, informando que Alceu Valença assinou um manifesto em apoio ao Governo do Estado sobre este assunto.

Reservo-me o direito de fazer três observações:

1. Alceu não assinou qualquer manifesto. 

2. Alceu encontra-se na turnê de São João que, neste ano, contemplou mais cidades no Sudeste que no Nordeste. A escolha não foi nossa. Parece que outros segmentos musicais ocuparam o lugar do forró nas festas juninas nordestinas e, num momento de crise, algumas prefeituras alegaram não ter recursos para contratação de Alceu.

3. Alceu compõe, canta, dança, pinta o sete, mas não cuida de assuntos burocráticos e financeiros.

A seguir, a declaração que transmiti ontem:

        Sobre as contratações de shows de Alceu Valença entre a empresa na qual eu, Yanê Montenegro, sou sócia gestora e os órgãos públicos Fundarpe e Empetur, informo que jamais nos foi pedido pagamento de qualquer percentual a título de comissão. 

       O pagamento de comissões é praxe nas contratações que envolvem intermediários. Como temos empresa estabelecida em Pernambuco, a qual mantém exclusividade nas vendas de shows de Alceu Valença, não trabalhamos com intermediários.

         Entendo que as atividades fomentadas com dinheiro público devam obedecer, impreterivelmente, critérios de transparência, eficiência e probidade. Por oportuno, considerando o segmento cultural, saliento que o Governo do Estado de Pernambuco deve priorizar os artistas que representam a legítima cultura do Estado, com o propósito de contribuir com a preservação, a construção e a difusão da identidade pernambucana.

Yanê Montenegro"


foto Alceu, Yane e Marília Rosado