quinta-feira, 2 de março de 2017

CÂMARA TÉCNICA DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA DE GÊNERO TRAÇA AÇÕES PARA COMEMORAR DIA DA MULHER

                





             Final do mês de fevereiro foi marcada por uma reunião da Câmara Técnica de Enfrentamento à Violência de Gênero. O momento ocorreu no Fórum Ministro Eraldo Gueiros Leite.

            O calendário da 7ª Semana da Justiça pela Paz em Casa fez parte dos tópicos discutidos. Esse ano, a semana irá ocorrer a partir do dia 5 de março e segue até o dia 10. Palestras e ações preventivas serão realizadas pela Secmul em ambientes públicos e privados. Além da semana, foram discutidas medidas para a prevenção da violência contra a mulher, como o aperfeiçoamento de laudos sexológicos e traumatológicos, e propostas para a comissão da OAB Mulher.



           

                A coordenadora regional do Agreste Meridional da Secretaria da Mulher de Pernambuco, Maria Lúcia de Aquino Machado, esteve presente no momento e comentou sobre o encontro. "Fico muito feliz por ver tantos parceiros e parceiras participando. As pessoas estão engajadas na luta no combate à violência doméstica. As reuniões da Câmara Técnica no município de Garanhuns reúnem profissionais de diversos âmbitos do município, para juntos planejarmos estratégias educativas e preventivas no combate à violência doméstica e familiar. Toda a sociedade é importante no combate à violência contra a mulher."



           A responsável pela Secmul de Garanhuns, Eliane Simões Vilar, falou sobre os tópicos discutidos na reunião. "Foi uma reunião muito proveitosa. Discutimos sobre os laudos médicos nos exames traumatológicos e sexológicos, que são muito importantes para que os inquéritos policiais sejam feitos de forma correta, e consequentemente, chegando ao poder do judiciário, os casos sejam julgados corretamente. Falamos também, sobre as ações que serão realizadas durante a 7ª Semana da Justiça pela Paz em Casa. Nos dias 5 a 10 de março, todos os casos de violência doméstica produzem mais celeridade, para que as mulheres tenham seus direitos garantidos rapidamente.  As reuniões da Câmara Técnica são muito importantes, porque é quando todos os componentes das redes de enfrentamento à violência contra a mulher se reúnem. São discutidas ações preventivas, orientativas e reparadoras no combate à violência de gênero", finaliza.