terça-feira, 14 de março de 2017

REFORMA DO HOSPITAL DOM MOURA POSSIBILITA MELHOR ATENDIMENTO

               




 Há exatos três anos, no dia 13 de março de 2014, o Hospital Regional Dom Moura (HRDM), em Garanhuns, inaugurou a reforma de diversos setores da unidade: emergência geral e pediátrica, bloco cirúrgico, central de material esterilizado, farmácia, almoxarifado e arquivo médico da unidade. Ao todo, foram investidos R$ 7 milhões no hospital, sendo R$ 2,6 milhões em equipamentos e o restante em obras civis para requalificar a área e otimizar o atendimento prestado aos usuários do SUS no interior pernambucano.

                 “É com grande alegria que comemoramos esses três anos de conquista. A reforma trouxe à unidade não apenas mudanças estruturais, mais melhorias na qualidade do atendimento e na assistência aos pacientes dos 21 municípios desta Regional de Saúde que buscam nosso serviço”, afirma o diretor do Dom Moura, Luiz Melo.

                   A reforma possibilitou a implantação do acolhimento por classificação de risco no Dom Moura, que prioriza o atendimento dos casos mais graves, com risco de morte. Também houve uma ampliação de 33% nos números de leitos, além da implantação de dez leitos de UTI.







                “Além de melhorarmos a estrutura física para atender a população, desde então o hospital foi credenciado como Centro de Ensino e Pesquisa, tendo um importante avanço na área de residência multiprofissional, dando aos estudantes de saúde um novo campo de ensino e ampliando a função da unidade na formação de bons profissionais”, ressalta Luiz Melo.

                    Durante esses três anos, o HRDM atendeu apenas na emergência adulto 284.786 pacientes, que passaram pelas especialidades de emergência geral, cirúrgica e ortopédica, além de realizarem todos os exames e encaminhamentos necessários para continuidade da assistência.

             Por mês, o Hospital Dom Moura realiza cerca de 10 mil atendimentos em suas emergências (geral, pediátrica e obstétrica), 1,5 mil nos ambulatórios, cerca de 150 partos e 150 cirurgias.

Com informações da assessoria de imprensa do Governo do Estado