segunda-feira, 1 de maio de 2017

ZÉ CARDOSO: VINTE E CINCO ANOS DE SAUDADES

            


             Neste 30 de abril de 2017, marcou 25 anos que Garanhuns, e região, ficaram órfãos de sua maior expressão política, o ex-vereador e ex-deputado estadual José Cardoso, que militou a maior parte de sua vida no campo progressista e da esquerda. No período pós Anistia, esteve sempre ligado a Leonel Brizola e ao PDT, líder nato, dedicou a sua vida a causa dos menos favorecidos. 


            José Cardoso nasceu em Garanhuns, em 1927, e teve uma infância humilde,mas sempre pautou sua conduta pelos valores da honra e da ética, tendo sido considerado um exemplo de homem público. Antes de ingressar na política trabalhou como radialista na antiga Rádio Difusora, isso na década de 50. 

           O programa que apresentava na hoje Rádio Jornal, “Desfile das Cinco”, o projetou como comunicador, mas foi sua conduta sem maculas que o levou  à política,o que a viveu como um bom duelo em causa dosmenos afortunados.  Foi vereador por dois mandatos, tendo sido o mais votado no interior de Pernambuco, na eleição de 1959. 

             Em 1962, sempre ao lado das forças populares, Zé Cardoso se elege deputado estadual. Exerce o seu trabalho nos anos de 1963 e 1964, até ser alcançado pelo golpe militar e ter seus direitos políticos cassados. 

            Com a Anistia, nos anos 80, recupera seus direitos políticos se candidata a deputado, fica na suplência, mas assume o mandato, em 1987. Na época foi vice-líder do PDT de Leonel Brizola na Assembleia Legislativa e Constituinte Estadual em 1989. 

           Em 1992, quando era considerado o candidato mais forte à Prefeitura de Garanhuns, adoece e morre, deixando órfãos milhares de garanhuenses, e pernambucanos que o amavam como um autêntico líder popular que sempre  foi. 

            Na opinião de quem o conheceu, e escrito no discurso de Sivaldo Albino  há cinco anos atrás diz: “exemplo de Zé Cardoso ficou e os que fazem política no município, nos dias de hoje, não devem esquecer as lições do garanhuense de tantas lutas. “Cardoso é digno da lembrança e de todas as homenagens por parte do nosso povo e neste mês, quando se completam duas décadas que ele nos deixou, fazemos questão de nos irmanar aos seus amigos, aos seus correligionários, à família e a todos que conviveram com esse grande político”,

         José Cardoso dá nome a PE 177, projeto do deputado Marcoantônio Dourado; a Central de Abastecimento de Garanhuns (CEAGA), por proposta do vereador Paulo Gomes e denomina uma rua no Parque Fênix, uma homenagem dos moradores do bairro, além de  dar seu  nome à Sala de Imprensa da Câmara de Vereadores de Garanhuns.



       Os ensinamentos de Zé Cardoso foram seguidos por seus filhos e, essa força politica foi herdada pelo seu filho Linconl Cadoso, professor, homem de brios invejáveis e batalhador  incansável nas causas do magistério. Emocionado, Linconl  escreveu em seu perfil, em rede de relacionamento:

25 ANOS DE SAUDADES DO MEU PAI ZÉ CARDOSO.
HOMEM HONESTO, ÍNTEGRO,BOM ESPOSO, PAI, IRMÃO,FILHO E ACIMA DE TUDO UM GRANDE SER HUMANO.

ZÉ CARDOSO É O MAIOR LÍDER POPULAR E POLÍTICO DA HISTÓRIA DE GARANHUNS.

MEU PAI SAUDADES DO SENHOR,TE AMO ETERNAMENTE!!!!