segunda-feira, 24 de julho de 2017

. EMPODERAMENTO, AFRICA, JOVEM GUARDA E MUITO SAMBA ESQUENTARAM A QUARTA NOITE DO FIG

           
 
            A fria noite do domingo, quarta noite do 27º Festival de Inverno de Garanhuns, recebeu o garanhuense Cafuringa e Banda;  as reppers da banda Donas, que trouxeram mensagens de empoderamento e força para as mulheres., Zé Brown, nome artístico de José Edson da Silva que também é compositor, rapper, embolador e arte-educador que  agitou o público ao som de muito hip hop , a banda baiana IFÁ que realizou sua linda apresentação com músicas em formato instrumental e o encerramento dançante que se deu com o cantor Zeca Pagodinho, mais esperado do fig, que trouxe o samba para animar o público presente na Praça Mestre Dominguinhos. interpretou os sambas clássicos da sua carreira. 


                 O experiente cantor garanhuense Cafúringa,  se apresentou pela 15ª vez no festival de Inverno de Garanhuns.  Trouxe em seu repertório  clássicos da jovem guarda como a música “Gatinha Manhosa”, de Erasmo Carlos, e “Como é grande o meu amor por você”, interpretada pelo rei Roberto Carlos.  Além disso, Cafuringa fez uma sequência de músicas dedicadas a um dos homenageados do FIG, o cantor Belchior. A nostalgia marcou o show do artista da terra, que se despediu do público com agradecimentos e muitos aplausos.



            A segunda atração da noite, as reppers da banda Donas, levaram mensagens de empoderamento e força para as mulheres. Em homenagem ao Nordeste, a dupla misturou o rap com o baião em um som contagiante, que contou com a participação da garanhuense Yasmin Amaral, encantando os presentes com uma bela apresentação de malabares durante o show de  Poesia, rima e força foi a marca registrada  da Donas.


             Em seguida foi a vez o músico Zé Brown,  o nome artístico de José Edson da Silva. Músico, cantor, compositor, rapper, embolador e arte-educador, iniciou a carreira artística como b-boy, dançando break nas ruas do Recife. No final dos anos 1980, começou a compor e a misturar rap com embolada. Em 1992, ao lado de outros músicos, criou a Faces do Subúrbio, uma das bandas de maior expressão do Alto José do Pinho, bairro da zona norte do Recife. O grupo se tornou um dos principais nomes do rap nacional, sendo indicado ao Grammy Latino de 2001 como melhor banda de hip hop. Com o fim do grupo, o rapper investiu nas suas referências de embolada, forró e rap e passou a realizar trabalhos ao lado de mestres de coco e de maracatu, cirandeiros e violeiros. Em seu primeiro álbum é possível perceber as influências dessa época. Zé Brown continua sendo uma referência importante para o rap e o hip hop nacionais. Já realizou apresentações em diversas partes do Brasil e do exterior.



            Penúltima atração da noite, a banda baiana IFÁ apresentou um repertório inspirado na diversidade musical e religiosa de matriz africana. O grupo que  é reconhecido como o grupo de afrobeat da Bahia aderiu à sua apresentação músicas em formato instrumental e agradou.


          Encerrando a quarta noite do Festival de Inverno de Garanhuns 2017, o cantor Zeca Pagodinho trouxe o samba para animar o público presente na Praça Mestre Dominguinhos. Em sua apresentação, o cantor interpretou os sambas clássicos da sua carreira. Zeca é um dos mais respeitados sambistas do Brasil..