quinta-feira, 27 de julho de 2017

PROGRAMAÇÃO FIG - QUINTA-FEIRA 27, 07, 2017

                
          Com quase 15 anos de carreira, a jovem paraibana batizada como Lucyane Pereira Alves ganhou o Brasil por levar o Nordeste em sua voz e o dedilhar da sanfona junto com sua família de músicos no grupo Clã Brasil. O País inteiro conheceu Lucy Alves em 2013, quando se tornou finalista da primeira temporada do The Voice Brasil, na TV Globo. Quatro anos depois, com carreira solo consolidada e sucesso também como atriz de musical e novela, a cantora sobe ao Palco Mestre Dominguinhos hoje no Festival de Inverno de Garanhuns, a partir das 22h, para apresentar seu novo show para o público pernambucano.

"Depois do The Voice eu conheci muita gente, tive as primeiras experiências com gravadora, veio a novela Velho Chico... Então considero a minha trajetória algo muito bonito. Estou crescendo sempre e mais feliz ainda de ter um público muito caloroso que se identifica com que faço. Eu sou nordestina e tenho esse DNA muito pulsante. E com a sanfona eu venho cruzando os caminhos e as porteiras todas", disse a artista de 31 anos, em entrevista ao JC por telefone.







           Tendo o forró como premissa, o novo show de Lucy Alves abre espaço para uma mistura de gêneros e releituras de clássicos. Com raízes na música nordestina, a cantora mostra um pouco de suas influências do jazz, blues, rock e até do eletrônico. "Eu sou muito aberta ao que anda acontecendo por aí musicalmente e eu busco me conectar da melhor forma. Estou sempre misturando sem perder a minha raiz", explica.

           A experiência como atriz no musical Nuvem de Lágrimas e na novela Velho Chico (2016), da TV Globo, fez muito bem para a cantora. "Hoje eu sou outra pessoa em cima do palco. Mais desenvolta, desinibida. Tenho mais ferramentas para me comunicar com o público e interpretar as canções que canto. Tanto o trabalho no teatro musical quanto a novela me amadureceram muito, artisticamente e pessoalmente", afirma. Além de mostrar sua musicalidade, Lucy chega a Garanhuns na carona do sucesso de seu novo single, Caçadora, que entrou na trilha sonora da novela A Força do Querer, da Globo, que possui toques de reggaeton: "Estou muito feliz com essa música. Além de ser divertida para dançar, ela traz uma força feminina dessa mulher atual, que também se diverte e é dona de si".

              Com diversas passagens por Pernambuco e trazendo uma banda repleta de conterrâneos locais, a cantora falou da responsabilidade de se apresentar no palco do FIG. "Eu estou radiante de voltar neste Estado em tão pouco tempo. Meu São João em Caruaru foi incrível! Estar ali no palco principal no dia 24, foi algo tão representativo... Até hoje eu recebo mensagens nas redes sociais depois daquele show. E o FIG é tão incrível quanto, porque mistura tudo o que tem de melhor no País. E não é só o forró - que a gente respira desde criança - tem jazz, tem rock... É um festival muito importante para o Brasil hoje. É muita honra para mim pisar nesse palco", declarou.

           Hoje a noite do Festival que é dedicada ao forró, Lucy Alves promete um show eclético para o público de Garanhuns. Enquanto isso, ela segue em estúdio para a preparação de seu novo álbum, que será lançado ainda este ano e se prepara para voltar às novelas no horário das seis, onde viverá um drama social na trama Tempo de Amar, de Alcides Nogueira, substituta de Novo Mundo, na TV Globo.


              Além de Lucy Alves, o Palco Mestre Dominguinhos ainda reserva para hoje os shows de 


Mourinha do Forró (20h); 


Projeto Setenta com Sete, com Waldonys (CE),


 Chambinho (SP), 


Meninão (RJ),



 Adelson Viana (CE), 



Agostinho do Acordeon (PE), 



Mahatma (PE) e 









Terezinha do Acordeon (PE) 



as 21h e Chico César,



 a partir das 23h30min. (Com informações do Jornal do Commércio)