segunda-feira, 22 de setembro de 2014

PAULO CÂMARA ABRE 10 PONTOS DE VANTAGEM SOBRE ARMANDO MONTEIRO

O candidato ao governo pelo PSB, Paulo Câmara, dispara na frente e lidera a segunda pesquisa Ipespe de intenção de votos em Pernambuco, divulgada com exclusividade pelo Diario de Pernambuco. Paulo Câmara tem agora 42% da preferência do eleitorado na sondagem estimulada. O candidato do PTB, Armando Monteiro, é o segundo colocado, com 32% das intenções de votos. A pesquisa foi realizada nos dias 18 e 19 de setembro com uma amostra de 2 mil eleitores ­ o que significa que a margem de erro dos resultados é de 2,2 pontos percentuais, podendo ser para maior ou para menor de cada número. Na primeira pesquisa, publicada na última segunda-­feira, Paulo e Armando estavam com 33%.

A briga pelo cargo político mais importante do estado fica entre o socialista e o petebista porque o terceiro colocado, o candidato do PSol Zé Gomes, está com 1% das intenções de votos. Os demais postulantes, Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB) e Pantaleão (PCO) não pontuaram. Os eleitores que pretendem votar nulo e em branco somam 9%; e os que disseram ainda não saber em quem votarão, chamados de indecisos, ou que não quiseram responder totalizaram 16% ainda na estimulada. A pesquisa estimulada é tida como a mais importante estatisticamente. Para realizá-­la, o entrevistados mostram um cartão com os nomes dos candidatos e perguntam em que o entrevistado votaria se a eleição fosse hoje.

Pela proximidade do pleito, que acontece dia 5 de outubro, e pequena proporção de indecisos, a pesquisa já mostra como está o quadro de votos válidos na disputa de governador. Paulo Câmara, ex-­secretário estadual na gestão do ex-­governador Eduardo Campos (morto em acidente aéreo dia 13 de agosto deste ano), soma hoje 56% dos votos válidos. Ou seja, se a eleição fosse hoje, Paulo ganharia no primeiro turno no embate com Armando Monteiro.

Armando está com 42% dos válidos. Nos válidos, só se considera intenções de votos nominais. Já na pesquisa espontânea, diante da qual o eleitor precisa lembrar de cabeça e sozinho quem pretende escolher, Paulo Câmara aparece com 35% das intenções de votos para 19% do senador Armando Monteiro.

O cientista político, analista de pesquisas do Diarios Associados e professor da Universidade Federal de Ouro Preto, Adriano Cerqueira, destaca o dado da pesquisa que revela a tendência do pernambucano em favor da continuidade da administração estadual: “42% querem votar em um candidato da continuidade. Os que querem oposição são 28%. Esse resultado explica a liderança alcançada por Paulo Câmara nas intenções de votos”. Quando se cruza informações a respeito da intenção de voto para governador com a intenção de votar na continuidade ou na oposição, vê-­se que os eleitores que querem a continuidade para a administração atual preferem Paulo Câmara (66%) e os que querem a oposição para o governo são simpáticos à candidatura de Armando Monteiro.

Quanto à rejeição: a pesquisa diz que Armando Monteiro tem o maior índice de rejeição, com 20%; Paulo Câmara tem 12%. Armando concentra a maior rejeição entre homens, mulheres, em todas as faixas de idade, entre os que possuem menos instrução e os mais escolados, e em todas as faixas de renda familiar.


Fonte: Diario de Pernambuco