sábado, 3 de janeiro de 2015

PROGRESSO ASSUME JOTUDE



                    A Viação Progresso assumiu todas as linhas que era da falida Jotude.

                  A empresa informatizou todo serviço sendo necessário tirar a passagem com antecedência fazendo a reserva das poltronas. Agora as vagas são limitadas.

            A determinação está vigorando desde o último dia 31 de dezembro. Qualquer duvida ligue para (87) 9803-6171.

                 Segundo informações da empresa Progresso, a mesma estará com trinta novos ônibus zero KM, para proporcionar comodidade para os usuários.

               Quem está em Bom Conselho, por exemplo, e deseja ir para Alagoas, Garanhuns e outras cidades de Pernambuco, viajará pela Progresso.


FOTO: Gidi Santos


ENTENDENDO  A EMPRESA


                     A Jotude propriamente dita surge em 1983, resultado de uma cisão da Auto Viação Progresso. Desde os seus primórdios, a Jotude esteve intrinsecamente ligada à cidade de Garanhuns e sua região, sendo uma das maiores empregadoras e a grande responsável pela comunicação e transporte de pessoas e mercadorias na região.

                   Em 1934, a empresa estabeleceu a primeira linha regular de ônibus do Nordeste, ligando Garanhuns a Recife. O trecho de 250 km era então percorrido em 15 horas por estradas de terra.
     No final dos anos 1930, a empresa passou a construir suas próprias carrocerias. Nessa época, Tude de Melo projetou o primeiro ônibus com motor interno do país - o primeiro com frente reta da América do Sul. Era uma configuração bastante avançada para a época, quando ainda circulavam os ônibus com motor externo, conhecidos como "jardineiras", que durariam até os anos 1960.

                 Em 1940, a empresa introduziu as linhas Recife-Rio de Janeiro e Recife-São Paulo. Em 1952, a Empresa João Tude de Melo transferiu-se para o Recife e modificou sua razão social para Auto Viação Progresso Ltda.

    O fundador, João Evangelista Tude de Melo, faleceu em Recife, em janeiro de 1981.

                    A empresa Jotude e podemos observar o quanto, infelizmente, degradadamente, encontra-se a empresa. Ao longo de seus 82 anos a Jotude tem promovido geração de emprego, renda, transporte de pessoas, valores, mercadorias, tem integrado em âmbito regional e estadual elementos necessários para o cotidiano, responsáveis pela manutenção da economia e vida, além da promoção do convívio entre cidadãos de culturas e meios diferentes.

                Jotude não mais pertence somente a um fundador proprietário, ou tão somente a uma família que herda bens por direito, está entranhada em solo e cuidados garanhuenses. Querida por muitos, criticada por outros, o fato é que a empresa de Tude de Melo é marco histórico de desenvolvimento e progresso desde seu primeiro movimento na terra da garoa.


Blog do Gidi Santos