quarta-feira, 15 de abril de 2015

FALTOU DEMOCRACIA. SOBROU VAIAS DURANTE REUNIÃO NA CÂMARA DE VEREADORES DE GARANHUNS

                          
           Professores da rede municipal de ensino estiveram na Câmara de Vereadores para questionar o projeto de autoria do chefe do executivo em sua alteração ao Abono Educador e para cobrar correção  da redação do PCC, com base no Artigo 70 e o Percentual de 13,01% de Forma LINEAR para TODOS.

        Entre outras discussões em pauta para a reunião, Albino questionou gastos com a compra de remédio, após se colocar ao lado dos educadores e pedir anulação do Projeto de Lei nº 10/2015.  Audálio questionou o tempo e a mudança de assunto.  Albino, que havia pedido uma parte a Nelma, retrucou que o tempo de Zaquel havia sido bem maior.  Gersinho então cortou o som do microfone e o vereador Albino permaneceu seus discurso aos gritos. Nesse momento o presidente da Câmara, visivelmente exaltado e, segundo alguns comentários, sem maturidade para contornar a situação, encerrou a reunião se retirando sob protestos e vaias de cerca de 300 educadores além de estudantes ali presentes.

             Professores seguiram até a frente do MP e firmaram ali o compromisso de voltar na próxima reunião e de não parar de reivindicar seus direitos.

              Policiais chegaram ao local mas se mantiveram afastados pois o momento foi da maior legitimidade possível e normal quando se discute direitos da sociedade.


NOTA INFORMATIVA DO VEREADOR SIVALDO ALBINO

                 O Projeto de Lei nº 10/2015 de autoria do Chefe do Poder Executivo que modifica a redação do art. 70 do PCC, condicionando os pagamentos do Abono Educador aos Professores apenas se houver sobras nos 60% do FUNDEB, foi tramitado irregularmente na Câmara Municipal de Garanhuns.

                 Diante disto solicitei hoje a Mesa Diretora que seja anulada a votação do Projeto, voltado o mesmo para as discussões nas Comissões e em seguida ser votado em Plenário.

                 A irregularidade foi cometida no fato da Comissão Legislação e Justiça levar o Projeto ao Plenário para Votação, que ocorreu na última sexta feira dia 09/04/2015, sem que o mesmo tenha sido discutidas pelos seu relator e membro que não estavam presentes.

                É lamentável que fatos como esse venha ocorrer na Câmara Municipal de Garanhuns, o que nos causa preocupação e revolta, pois sequer o parecer poderia ser emitido muito menos ter ido a votação em Plenário.

                 Espero que a Mesa Diretora atenda nosso pleito, tome a decisão sensata e correta de anular a votação e remeter o Projeto de volta a Sala das Comissões.


SIVALDO ALBINO








Professores indignados:



               Abismada com o que presenciei logo cedo na Câmara Municipal de Garanhuns! Um show de desrespeito, descaso, prepotência, daquele que representa nossa população como presidente dessa câmara!

 Uma PALHAÇADA! Mas meu bem, não pense que vai ser fácil! Continuaremos na luta!!

         Lhe faltou um BOM PROFESSOR PARA MOSTRAR O QUE É EDUCAÇÃO DE VERDADE!!

           Agradeço a Sivaldo Albino Albino por estar do nosso lado e saber reconhecer o valor de um PROFESSOR!

Mylena Fernades



             Esse vereador ai sabe o que é DEMOCRACIA????? Acho que não. Precisa aprender muito ainda...

Vera Lúcia

          Isso aqui se chama “gente, vereadores. Isso se chama voto. Pena  que vocês esqueceram....!” Mas nós lembraremos nas próximas eleições.

Letícia.


Viu a cara daquele vereador que votou a favor do chefe e depois disse "Peço a Deus que dê tudo certo....Homi! Como pode falar tanto o nome de Deus em vão????

Mêrces.


          Tirar o som de microfone para um colega não puder se colocar e, talvez ferir as crenças de representante do povo, é no mínimo, imoral.

          


Pois é....Pois é.