quinta-feira, 7 de maio de 2015

GARANHUNS É O PRIMEIRO MUNICÍPIO DE PERNAMBUCO E SEGUNDO DO NORDESTE A ADERIR À “PARADA SEGURA”

                 


                Com o intuito de garantir a segurança das mulheres garanhuenses, a Secretaria Municipal da Mulher assinou, na manhã de hoje (07), um pacto de compromisso com a empresa Coletivos São Cristóvão. A parceria consiste em permitir que a partir das 21h, todas as mulheres possam solicitar o local de embarque e desembarque do transporte coletivo no lugar onde for mais seguro, sem precisar ser necessariamente uma parada de ônibus. A ação passa a valer, em Garanhuns, a partir da próxima segunda-feira (11).

                    A partir das 21h do próximo dia 11, qualquer mulher poderá solicitar a parada de ônibus onde quer que esteja, e também o desembarque mais próximo de seu destino, desde que faça parte do trajeto do transporte coletivo, até o horário de encerramento da circulação do transporte. Incluída no projeto internacional “Cidade Segura para as Mulheres”, a ação “Parada Segura” é um importante avanço para o nosso município, uma vez que Garanhuns é a quinta cidade do Brasil e a primeira de Pernambuco a iniciar esse item de segurança nos transportes coletivos para as mulheres.

                “Isso é uma avanço mais do que significativo para a nossa cidade, é algo fantástico, porque na busca que o Governo Municipal tem para oferecer a segurança das mulheres garanhueses, essa questão do transporte público é mais um item que estamos contemplando. Esse é um trabalho de relevância nacional”, destaca a secretária da Mulher de Garanhuns, Eliane Simões Vilar. Além de Garanhuns, de acordo com a ActionAid Brasil, apenas as cidades Brasília (DF), Manaus (AM), João Pessoa (PB) e Guarujá (SP) disponibilizam desse serviço.

Garanhuns é o primeiro município de Pernambuco e segundo do Nordeste a aderir à Parada Segura2

                             Texto: Ruthe Santana

Edição de texto: Cloves Teodorico

Fotos: Cedidas pela Secretaria da Mulher

Informações para a imprensa:

(Secom/PMG)