sábado, 4 de fevereiro de 2017

DIANTE DA MANIFESTAÇÃO POPULAR PREFEITURA VOLTA ATRÁS E ESCOLA EM ZONA RURAL PERMANECE ABERTA

          



 Diante do protesto realizado na quinta-feira (02), pelos pais e representantes dos alunos da Escola Municipal Abílio Camilo Valença, a Prefeitura de Garanhuns enviou o secretário de Governo e Articulação Política e Ouvidoria, Mewitton Araújo, para conversar com a comunidade do Sítio Papa Terra afim de solucionar a grande polemica após o anuncio do fechamento da escola. 



         A Secretaria de Educação resolveu fechar a escola e mandar os alunos para estudar em outra, distante cerca de oito quilômetros, utilizando o transporte escolar. O assunto viralizou e a polêmica só cresceu em rádios e em grupos sociais.

          Os pais alegavam problemas como a distância entre as escolas, mesmo diante da disponibilidade do ônibus escolar; e a baixa idade das crianças do Ensino Infantil I e II. 

       Diante da inconformidade, a solução encontrada foi de que: Os alunos do 4º e 5º anos serão transferidos para a Escola Oscar Francisco, segundo a prefeitura, com melhores condições de acolhimento e estrutura, enquanto os dos 1º e 2º anos (turno da manhã), e os do 3º ano e Infantil I e II (turno da tarde) permanecem na Escola Municipal Abílio Camilo Valença.

"A intenção da Secretaria de Educação com a mudança era disponibilizar uma melhor estrutura para o ensino e aprendizagem dos alunos. A Secretaria de Educação de Garanhuns informa que permanece à disposição para qualquer diálogo e/ou esclarecimento sobre as demandas das escolas do município."

CONOSCO:  A manifestação popular prova, mais uma vez, que é preciso dialogo entre as pessoas.


Fotos: Camila Juliette - Secom/PMG