domingo, 19 de janeiro de 2014

POLICIA PROCURA ACUSADOS DE PARTICIPAÇÃO NO ASSALTO AO BB EM GARANHUNS



A Delegacia de Polícia da 135ª Circunscrição de Garanhuns iniciou as investigações sobre o caso da tesoureira que foi sequestrada e usada por um grupo de assaltantes para roubar o banco em que ela trabalha. Segundo policiais da Delegacia, seis pessoas estão sendo procuradas, acusadas de participarem do crime que aconteceu da quarta, dia 15, para a quinta-feira, dia 16. O delegado do caso, Dr. Edimilson, vai dar um posicionamento de como andam as investigações, na próxima segunda-feira, dia 20, além de repassar o caso para a Delegacia de Roubos e Furtos da Capital.

A Vítima não reconheceu nenhum dos retratos que foram apresentados pela Polícia e o Instituto de Criminalística de Caruaru (IC) está confeccionando o retrato falado dos acusados. Além disso, o IC já realizou a perícia no carro da tesoureira e na agência do Banco do Brasil, local onde ela trabalhava e o assalto foi realizado. A perícia ainda realiza os trabalhos na própria casa da vítima, onde ela foi mantida em cativeiro durante a noite.

Tudo aconteceu quando a tesoureira do Banco do Brasil estava chegando em casa e foi abordada por alguns elementos que renderam a ela e sua família. Eles passaram a noite na casa da vítima, mantendo-os como refém. Quando amanheceu, a tesoureira foi levada para a agência em que trabalha e o seu marido e filho foram levados para um cativeiro. Ao chegar na agência, os bandidos renderam os seguranças e utilizaram a funcionária para facilitar o acesso aos cofres do banco. O valor da quantia roubada ainda não foi divulgado. Duas horas depois do roubo, o marido e o filho da vítima entraram em contato informando que estava tudo bem com os dois. 
(Com informações da Folha PE)