quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

O SELVAGEM: QUANDO UM FIGURINO MUDA UMA GERAÇÃO


c8c8392003b28d3f9f14f5d201e2796d

       Já imaginou que os ideais de uma geração poderiam mudar por causa do figurino de um filme? Pois é, foi o que aconteceu com a película O Selvagem (The Wild One, 1953) dirigido por Laslo Benedek. O filme narra a história do motoqueiro Johnny Strable (Marlon Brando) e sua gangue que vive a invadir pequenas cidades e causar tumulto. Estrelado por Marlon Brando, o filme deu ao ator a personificação de bad boy – título que carregaria até o fim de sua carreira.

c2b4a9b4970b002811b2acba1735e5fe
            A primeira cena mostra uma estrada e uma narração de alguém que não sabemos quem é. Na sequência, observamos motoqueiros se aproximarem, assim começa a narrativa. A câmera se aproxima de um dos motoqueiros, então podemos associar de quem era a narração anterior. Como um prefácio à narrativa, os motoqueiros invadem uma corrida de motos e roubam um troféu – elemento que merecerá destaque no decorrer da história. Arruaceiros, como são denominamos pelos nativos do local, arrumam briga e saem em busca de outro local para visitar. Eles chegam à Wrighsville e aí o conflito começa.

       Em Wrightsville, o primeiro plano e sequências mostram a oposição do habitantes da cidadezinha em relação aos motoqueiros. Figurinos como ternos de três peças para homens e vestidos acinturados para mulheres remetem ao velho mundo americano, também conhecido como american way of life. Enquanto o motoqueiro representado por Brando denota o futuro, a nova geração, a revolução dos jovens – ou simplesmente a quebra dos paradigmas da geração passada. A narrativa mostra a partir dos elementos peculiares de cada vestimenta as personalidades e distinções de arquétipos explorados até os dias de hoje.

brando2A jaqueta, o jeans, a camisa branca, a boina e o ray-ban foram sinônimos de rebeldia e principalmente revelavam o desejo de libertação de uma sociedade. A personagem Kathy, interpretada por Mary Murphy, apresenta-se como a oposição a Johnny e ao mesmo tempo revela-se ser o complemento a tal personagem. O figurino utilizado pela personagem é atemporal e representa a personificação da boa moça, tal qual a vestimenta de Johnny estigmatiza Brando. O que caracteriza o vestuário de Kathy são as saias midi evasê e as camisas pólo.  Símbolo do pós -guerra, as saias midis evasês significavam a libertação feminina.

             Nos anos 40, devido aos horrores da guerra, as mulheres foram obrigadas a trabalhar e necessitavam de uma vestimenta mais confortável, surgiram os terninhos e as saias evasês que davam uma maior liberdade ao caminhar feminino. Além disso, a escassez de tecidos no período da guerra propiciou ao vestuário feminino mais simplicidade e leveza ao corte.
253982673f05a96674def9a07092259fA tão famosa jaqueta Perfecto usada por Marlon Brando, na verdade já existia desde a década de 30, entretanto atingiu a popularidade com o sucesso do filme “O Selvagem”. A jaqueta produzida pelos irmão Irving e Jack Schott no final dos 20 foi criada especialmente para a Harley-Davidson – famosa marca de motos, até porque esse transporte cresceu durante o período do pós-guerra. Entretanto, é pelo filme “O Selvagem” que ela é lembrada. O produtor de design do filme, Rudolph Sternad, resolveu utilizar a peça como uma referência social e psicológica. Com poucas alterações do formato original, foi introduzida na jaqueta o nome do personagem Johnny – isso representava a liderança do grupo.

        Outra peça que atingiu seu auge com o filme “O Selvagem” foi o jeans. Popularizada pelos mineiros americanos, o jeans era usado pelas classe estadunidense mais pobre. Porém, foi com o filme estrelado por Brando e a ascensão do rock’n roll que a peça ganhou status de cool. A calça jeans, assim como a jaqueta de couro, representavam o subversivo, a oposição de valores, modernidade e a rebeldia coletiva. Nem todo mundo podia usar a peça, era uma vestimenta de arquétipos. Em “O Selvagem”, nenhuma mulher da cidadezinha usa jeans, isso porque a peça denotava rebeldia. Entretanto, uma mulher em especial usava calça: Britches, membro da gangue desmembrada de Johnny e ex-affair do líder.

          Apesar de Kathy (Mary Murphy) a partir de seu discurso representar um novo ideal social é Britches (Yvonne Doughty) quem o personifica. A garota usa jeans e psicologicamente ela representa o lado masculino da parte feminina. Britches luta pelos ideais rebeldes e, é claro, pelo macho-alfa, nesse caso, Johnny. Psicologicamente, quando a personagem feminina usa essa vestimenta ela vai ter a personalidade masculina incorporada.
The-Wild-One-classic-movies-16378651-800-600
           O Selvagem (The Wild One) foi um filme simplório para a época. Proveniente de uma leva de filmes B’s, tornou-se um dos mais significativos para o estereótipo bad boy, para uma geração e para a moda.
  • Rudolph Sternad
Rudolph Sternad foi um famoso diretor de arte e produtor de design em Hollywood. Entre suas famosas colaborações estão os filmes independentes com o diretor Stanley Kramer.


http://www.ochaplin.com/2014/11/o-selvagem-quando-um-figurino-muda-uma-geracao.html