quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

ATÉ MORTO ESTAVA NA FOLHA DE PAGAMENTO DA PREFEITURA DE GARANHUNS EM 2009 E 2010


































               O TCE publicou em seu Diário da Justiça Eletrônico o parecer de uma auditoria realizada na folha de pagamento dos servidores municipais de Garanhuns relativas ao exercício financeiro de 2009 e 2010, quando o prefeito era Luiz Carlos e o resultado, embora comentado há muito tempo, ainda é inacreditável.

          Foram vários os indícios de irregularidades encontradas pelos conselheiros da Primeira Câmara.  Entre as  improbidades, foi detectado o pagamento a pessoa já falecida, (servidor fantasma) pagamento a servidor que mora em outro estado, pagamento a servidores que não constam no cadastro de pessoal, acumulação indevida de cargos/funções/empregos, pagamento a pessoas cujos CPF pertencem a terceiros; servidores efetivos com idade superior a setenta anos e não efetivo com idade superior a 80 anos, além de inativo com idade superior a 90 anos, admissão de servidores com idade inferior a 18 anos e, por fim, admissão de servidores em período eleitoral. Diante de tanta bronca, não restou outra alternativa ao TCE se não julgar irregular a folha de pagamento no referido período. O órgão fiscalizador ainda determinou ao atual prefeito Izaías Régis que abra em 30 dias um processo administrativo para apurar responsabilidades.

   

          Segundo o V&C,"é hora de enterrar os defuntos que recebem dinheiro público e  punir os vivos que ganham da prefeitura sem trabalhar, obrigando-os, inclusive, a ressarcir os cofres do município. Quanto a Luiz Carlos, é mais uma mácula em sua administração, já  tão repleta de irregularidades. "
 
com informações do V&C