terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

EX EDITOR DA "FOLHA" PODE PEGAR 10 ANOS DE CADEIA





                 A Justiça Criminal acolheu denúncia do Ministério Público contra o jornalista Henrique Barbosa, ex-editor do jornal Folha de Pernambuco, por crime de extorsão (chantagem). Se condenado, em processo que deve ser julgado nos próximos dias, poderá pegar de quatro a dez anos de cadeia.

O jornalista vinha perseguindo sistematicamente o presidente do Grupo EQM, Eduardo de Queiroz Monteiro, através da publicação, em seu blog e em rede social, de recorrentes notas de conteúdo ofensivo à honra do empresário e à reputação de suas empresas.

Queria, segundo entendeu a Justiça, obter vantagem financeira ilícita. O processo, de número 0089901-40.2014.8.17.0001, foi instaurado, ontem, pelo juiz Francisco de Assis Galindo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal da Capital. O jornalista terá que enfrentar também outras cinco ações penais, referentes às queixas ajuizadas pelos diretores do jornal, por acusações de calúnia, difamação e injúria.

Essas penas, em caso de condenação, se somarão à pesada reprimenda por extorsão no processo em que, a partir de ontem, Henrique figura como réu, podendo alcançar o patamar de 18 anos de prisão, além da condenação à reparação dos danos causados e à suspensão dos seus direitos políticos, nos termos da manifestação oferecida pelo Promotor de Justiça Eduardo Henrique Tavares de Souza, da Central de Inquéritos do Ministério Público.

 foto e informações do blog de Magno Martins.