segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

CANDIDATOS APROVADOS NO CONCURSO PÚBLICO DE GARANHUNS ARTICULAM MANIFESTAÇÃO HOJE A NOITE






                   Muito grande são as expectativas dos candidatos aprovados no Concurso Público realizado pela Prefeitura de Garanhuns no último mês de março deste ano. É que depois de diversas ações do Governo Municipal visando retardar as convocações, no próximo dia 31 de dezembro de 2015 se encerram os contratos dos servidores temporários da Prefeitura, assim como já no dia 1º de janeiro de 2016, têm início os efeitos de um Termo de Ajustamento de Conduta firmado e reajustado pelo Ministério Público e com isso os aprovados no Certame devem enfim ser convocados para iniciar os seus trabalhos na Administração Municipal.

                Mas alguns candidatos não estão confiantes de que o ‘acordo’ firmado pelo Prefeito Izaías Régis (PTB) junto ao Ministério Público será cumprido pelo Gestor. É o caso do candidato Paulo Morais, que assim se identificou em e-mail enviado ao Blog do Carlos Eugênio,  com cópia para a Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura. Segundo Morais, os aprovados no concurso público planejam realizar uma manifestação logo mais à noite, a partir das 19h, em frente ao Chalé Recepções II, por ocasião da confraternização anual promovida pela Prefeitura junto aos membros da Imprensa. “Os aprovados pretendem com isso divulgar para a população o descaso da Prefeitura com as pessoas que esperam pela nomeação”, pontua Paulo Morais.

          




   O Ministério Público do Estado de Pernambuco firmou TAC (termo de ajuste de conduta) com a Prefeitura determinando que fosse realizado concurso público em função do elevado número de contratados visando à adequação aos dispositivos legais que definem o quantitativo mínimo de funcionários efetivos. Inicialmente o TAC determinava a nomeação de TODOS os aprovados em até 30 dias após a homologação do Concurso, fato que ocorreu no dia 30 de setembro, através da Portaria nº 690/2015-GP. No entanto, a Prefeitura enviou solicitação ao MPPE alegando que a nomeação no prazo de 30 dias prejudicaria os alunos das escolas municipais, pois alteraria o planejamento executado pela Secretaria de Educação. O pedido foi acatado pelo Ministério Público, que alterou o TAC, determinando que TODOS os aprovados e classificados estivesse em exercício até janeiro de 2016”, relatou Morais, que chamou a atenção para o fato de que, até o último dia 18 de dezembro, apenas quatro candidatos tomaram posse, menos de 2% das vagas oferecidas, e outros dez candidatos tiveram a nomeação publicada, mas ainda não entraram efetivamente em exercício.


                      O Candidato considera que a ausência do Prefeito da Cidade (Izaías se licencia do cargo no período de 27 de dezembro de 2015 a 12 de janeiro de 2016 por motivo de viagem), será usada para retardar ainda mais a convocações. “É praticamente certa a hipótese de que não será possível a entrada em exercício dos 206 aprovados restantes antes do final de janeiro, descumprindo a determinação do MPPE”, finalizou Paulo Morais. Vale destacar que a Prefeitura de Garanhuns mantém mais de mil e duzentos servidores contratados em seus quadros.


om informações do blog de Carlos eugênio