quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

GARANHUNS APARECE NA RELAÇÃO DA SES QUE DIVULGA NOVOS CASOS DE MICROCEFALIA.

         
bemestar_microcefalia (Foto: TV Globo)Recife registra o maior número de notificações do
estado com 217 (Foto: Reprodução/TV Globo


            A Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou, nesta terça-feira (29), novo balanço dos casos de microcefalia no estado. Segundo o levantamento, até o dia 27 de dezembro, 1.153 casos foram notificados em Pernambuco. São mais de cem casos em relação à última atualização, divulgada no dia 22, quando 1.031 ocorrências haviam sido relatadas pelos profissionais de saúde das diversas unidades do estado.

       
  Recife ainda lidera o ranking de notificações com 217.

 Na sequência, aparecem Jaboatão dos Guararapes (74),

 Caruaru (40),

 Olinda (33), 

Garanhuns (27) 

e Camaragibe (25). 



           Nesse novo balanço, 426 casos (36,9%) atendem aos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) para microcefalia, que identifica a malformação em bebês com perímetro cefálico igual ou menor que 32 centímetros. Ao todo, 89 casos (7,7%) foram confirmados com a microcefalia e 42 (3,6%) foram descartados - levando em consideração o resultado dos exames de imagem dos bebês.

           Do total de casos prováveis, 419 (98,4%) foram detectados no pós-parto e quatro (0,9%) detectados intraútero (feto com microcefalia). Também foram registrados três (0,7%) natimortos com microcefalia. As causas dos óbitos estão sendo investigadas.

             Desde que a notificação de casos de gestantes com exantemas (manchas pelo corpo) foi tornada obrigatória, 45 municípios do estado notificaram 265 casos de gestantes com esse quadro clínico. Desse total, quatro apresentaram diagnóstico de microcefalia intraútero.

            Segundo o Ministério da Saúde, os casos de microcefalia registrados no país estão relacionados ao aparecimento do zika vírus, micro-organismo transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.


            Após a parceria com o Exército, soldados da Aeronáutica também começaram a atuar como agentes de endemias para combater os focos do Aedes aegypti no Recife. Nesta terça (29), 21 soldados irão visitar casas nos arredores da Lagoa do Araçá, na Zona Sul do Recife. A expectativa é de que as equipes dos soldados visitem cerca de 1.500 residências da capital pernambucana neste primeiro dia.

        No último dia 17 de dezembro, 160 soldados do Batalhão de Infantaria de Aeronáutica Especial foram capacitados pela Secretaria Estadual de Saúde para interromper surtos epidêmicos e contribuir para a diminuição de casos das doenças transmitidas pelo mosquito.Esperamos que não haja recusa dos moradores para receber a visita dos militares”, comenta Maria Eugênia Gama, gerente de vigilância em saúde do Recife.

             No dia 23 de dezembro, a Força Aérea brasileira (FAB) participou de uma operação de combate ao Aedes aegypti no bairro do Ibura, também na Zona Sul do Recife. Os 27 militares envolvidos receberam orientações e materiais específicos, além de receberem auxílio dos agentes de saúde da Prefeitura do Recife.


http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2015/12/casos-notificados-de-microcefalia-chegam-1153-em-pernambuco.html



CONOSCO : Garanhuns responde pela região que a cerca, por isso apresenta números expressivos.